quarta-feira, 14 de janeiro de 2009


Seria um erro dizer que Sohrab era quieto. Quieto significa em paz, tranquilidade. Estar quieto é baixar o botão do volume da vida.O silêncio é pressionar o botão para desligar. Desligar tudo. O silêncio de Sohrab era o silêncio auto-imposto daqueles que protestam, que tentam defender a sua causa recusando-se a falar. Era o silêncio de quem se escondeu no escuro, dobrou todas as bordas e as prendeu, bem enfiadas nos cantos, como se faz com um lençol.


[o caçador de pipas]

10 comentários:

Danilo disse...

um belíssimo livro, um belíssimo texto.

Arlequim disse...

ótimo livro.
Li no ano passado, antes de sair o filme e talz. Chorei lendo o livro, mas não consegui o mesmo ao ver o filme.
Lindo, lindo e lindo.
Beijão

Victor Canti disse...

muitas vezes o silêncio diz muito, e vale mais q as palavras... não li mas vi o filme..
beijo

Neo disse...

Oi Jess...

Mto bom.
Saudade daqui..
Grande beijo.

Neo

Michelle Dangeli disse...

O silêncio é uma ótima estrátegia: te faz tomar folêgo para o próximo movimento. Por diversas vezes eu gosto do silêncio. Bjim.

Gaby. disse...

Ainda não li e nem assisti ao filme mas quero muito.

Adorei o trecho.

Grande beijo.

Inquilino do Sublime disse...

O texto nem precisa de comentarios, fala por si so.

deixei um meme p vc respoder no meu blog.

bjs

http://raciocinioquebrado.blogspot.com/

Camila disse...

Meu volume só fica no máximoooooOO!
Beijos

Neo disse...

Onde estás?

Passando pra deixar um beijo


Neo

B. disse...

Não tive a oportunidade de ler o livro,mas li o filme e não aguento falar dele ate hoje,por isso deicidi nem ler o livro senão o trauma seria maior!